Sop

  • A Síndrome do Ovário Policístico, ou SOP, é um distúrbio metabólico e hormonal que provoca a disfunção ovulatória nas mulheres. Caracterizada, principalmente, por ciclos menstruais irregulares, menor frequência de ovulação e dificuldades para engravidar, a SOP afeta 15% das mulheres na fase reprodutiva. E, de acordo com Dr. Fábio Eugênio Rodrigues, especialista em reprodução humana, cerca de 10% das pacientes que procuram os tratamentos de fertilidade apresentam a Síndrome.
  • “​As alterações hormonais, principalmente o hiperandrogenismo, e metabólicos, como a hiperinsulinemia, levam a alteração no funcionamento ovariano, causando falta de ovulação. Em casos como esses, a fertilidade feminina fica alterada, sendo necessária atenção especial do especialista que está tratando este fator de subfertilidade”, explica. Para tratar o caso, o especialista reforça que, embora haja a dificuldade de mulheres com SOP engravidarem, as possibilidades existem e as chances aumentam com tratamentos da Reprodução Assistida.
  • “Além de indicar o uso de medicamentos para induzir a ovulação, a Inseminação Intrauterina e a Fertilização In Vitro (FIV) são dois tratamentos que podem ajudar nesse quadro clínico. Na Inseminação Intrauterina, o sêmen do parceiro será depositado próximo ao sítio natural de fertilização que é a trompa de falópio. Já na FIV, acontecerá a retirada dos óvulos do corpo da mulher, para fertilizá-los em laboratório com o sêmen do parceiro. Sendo, o embrião transferido depois para o útero da mulher. Tratamentos que podem trazer excelentes resultados de gravidez, apesar das pacientes apresentarem manifestações da Síndrome do Ovário Policístico”, finaliza.

Comentários